Continuando seus planos de dominação mundial, o Facebook quer começar a lucrar com vídeos publicados na rede social.

Segundo rumores, a rede social deve começar a testar em breve um formato de anúncios no meio dos vídeos. O dinheiro proveniente dos anúncios seria dividido entre os criadores de conteúdo e o próprio Facebook, da mesma maneira que o YouTube faz atualmente: oferecendo 55% do lucro para quem publica o vídeo.

Isso permitiria que pessoas e empresas que já publicam no Facebook possam monetizar seus vídeos e também pode servir como incentivo para que outros criadores migrem de plataforma.

Além disso, esse novo formato também pode indicar que o Facebook pretende mudar a maneira como as visualizações de cada vídeo são contabilizadas. Atualmente, assistir a apenas 3 segundos de um vídeo, mesmo aqueles que tocam automaticamente na timeline, contam como uma nova visualização.

No novo sistema, os anúncios supostamente só poderiam ser inseridos em vídeos de mais de um minuto e meio de duração e só apareceriam depois de, pelo menos, 20 segundos de vídeo. Isso quer dizer que o novo foco da rede seja em conteúdo que de fato prenda a atenção dos usuários e que possam gerar lucros. Será que é uma boa ideia?

DEIXAR UMA RESPOSTA